Turma do Amendoim vive bom momento do Palmeiras

Fonte: Portal Terra

Desde que foi batizada por Luiz Felipe Scolari, a “Turma do Amendoim”, grupo composto por palmeirenses que acompanham os jogos do time nas cadeiras sociais do Palestra Itália, passou a ganhar uma atenção a mais nas partidas que o time faz em casa.

Diferentemente de outros setores do estádio, ali não se canta o tempo todo, não se apoia sempre e não se elogia toda a vez que o craque do time arrisca uma jogada de efeito.

Aliás, alguns “mitos” são desfeitos tão logo você começa a prestar atenção na reação desses torcedores que ficam ali no “cangote” do banco de reservas. Quando se fala desta parte específica da exigente torcida palmeirense, pensa-se naqueles conselheiros mais antigos ou torcedores influentes que vão ao jogo só para cornetar. Mentira. Apesar de, sim, alternarem momentos de alegria profunda com decepção quase mortal por conta de um passe errado, a Turma do Amendoim é bem mais diversificada. Tem velhinhos, crianças, adultos, homens, mulheres, famílias, casados, solteiros, turma de amigos. E nem sempre eles estão comendo o amendoim.

Na verdade eles não mastigam muita coisa quando o jogo está rolando. Seria desperdício demais perder a concentração na partida, afinal este é o objetivo do programa. Quem está ali vai para torcer, e sentado. Só se levanta quando uma jogada que pode resultar em gol se aproxima. Amendoim, ou melhor, pipoca, sorvete e refrigerante só no intervalo.

Como preferem assistir mais ao jogo do que qualquer outra coisa, também não se animam muito com as músicas cantadas no estádio. Acompanham até o segundo verso ou a terceira repetição se for um canto de uma frase só. Sucesso mesmo faz o hino do clube, cantado a todos pulmões na parte “defesa que ninguém passa, linha atacante de raça”.

Se o Palestra Itália fosse uma única turma do amendoim, em vez do “Olê porco”, “Vamos ganhar porco”, e outras mais, ouviríamos muitos “vai”, “nossa”, “toca a bola, filha da p…”,”chuta”, “ahhhh!”. Assim mesmo, seco, sem harmonia ou rimas para cantar junto.

No empate em 1 a 1 com o Grêmio, nesta última quinta-feira, o Terra foi até o estádio, mas em vez do jogo prestou mais atenção nesta parte especial da torcida. E as conclusões que se chegam são: eles não reclamam do time o tempo inteiro, gesticulam muito, mas quase sempre com os braços levantados e apontando para o campo, e ainda vivem uma boa relação com o técnico Muricy Ramalho.

Sim, porque, em outros tempos, se um técnico tirasse de campo um atacante xodó (Obina) para colocar um lateral contestado pela própria torcida (Jefferson) ele não ouviria elogios. Nesta quinta-feira, com o time em sequência invicta e na liderança do campeonato o máximo que se viu foi um silêncio de “o que está acontecendo?”.

A paciência da Turma do Amendoim com o time do Palmeiras tem um limite, digamos, curto. Mas neste início de era Muricy ele está um pouco melhor. Mesmo com o tropeço em casa, por exemplo, esta parte da torcida aplaudiu seus jogadores após o fim do jogo. Poucos arredaram o pé antes do apito final do árbitro, por exemplo. Com gestos de “vai”, chamou o goleiro Marcos para ir até a área adversária em busca do gol da vitória. E aplaudiu carrinhos, defesas e tudo o mais, desde que a bola estivesse nos pés de alguém de verde e branco.

O problema é quando o adversário começa a aprontar no jogo. Ou então quando um jogador segura a bola por longos cinco segundos e atrasa um contra-ataque que poderia ser arrasador. Mas o que deixa o palmeirense da Turma do Amendoim louco da vida é o erro de passe. Aí o lado técnico fica mais evidente. Gestos com os braços apontando para o gramado seguidos de “olha o que ele fez” ou “toca ali” ou “não é possível” ou então “nossa!” são comuns de se ver. E depois ainda resta um soco na pobre cadeira, que não tem culpa alguma do que aconteceu lá no gramado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: