Coritiba vence nos minutos finais, respira e deixa o líder Palmeiras preocupado

Fonte: Globoesporte.com

Marcelinho Paraíba, aos 45 minutos do segundo tempo, deu fôlego ao Coritiba no Campeonato Brasileiro e complicou a vida do líder Palmeiras. Em jogo com quatro expulsões, a equipe paranaense levou a melhor por conta de um pênalti polêmico de Marcão em Thiago Gentil no final do jogo. O triunfo por 1 a 0 tirou o Coxa da zona do rebaixamento e pode fazer o Verdão deixar a liderança da competição nacional.

Tudo depende do jogo desta quinta-feira, entre Náutico e Goiás, no Recife. Se o time de Goiânia vencer, chegará aos 38 pontos e tomará a primeira posição do Palmeiras, que tem 37 e não vence há quatro rodadas. O time do Palestra Itália, aliás, viu o rival São Paulo ficar apenas um ponto atrás. A equipe do Morumbi bateu o Fluminense.

Para o Coritiba, o triunfo desta noite significa um alívio. Depois de bater o Fluminense no fim de semana, a equipe do técnico Ney Franco passa pelo líder da competição e deixa a zona do rebaixamento, saltando para a 14ª posição, com 22 pontos,

O Coritiba volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado, às 18h30m, contra o Santo André, no ABC paulista. O Palmeiras, por sua vez, joga no mesmo dia e horário, diante do Internacional, no estádio Palestra Itália, na capital paulista.

Pouca emoção e duas expulsões

Por muito pouco, a partida desta noite não começou com golaço. No primeiro minuto, o Coritiba teve um escanteio pela direita. Marcelinho Paraíba bateu fechado e assustou o goleiro Bruno, que acompanhou a bola cair perto do travessão, em cima da rede. Em seguida, o Coxa partiu para pressão no Palmeiras, mas não criou boas chances.

A melhor posse de bola dos donos da casa durou até os 11 minutos, quando Cleiton Xavier bateu falta para área e Marcão desviou de cabeça para fora. Aos 15, mais uma vez o meia cruzou para a grande área. Só que dessa vez Obina cabeceou com perigo. A bola passou bem perto do travessão de Edson Bastos.

Embora o Coritiba chegasse com frequência ao ataque, as jogadas de perigo foram raras. O time paulista, então, aproveitou a falta de criatividade do adversário para se arriscar mais. Aos 20 minutos, por exemplo, Pierre deu bom passe para Cleiton Xavier na direita da área. O meia chutou cruzado e obrigou Edson Bastos a boa defesa.

A resposta do Coxa veio rapidamente. Dois minutos depois, Pedro Ken tocou para Bruno Batata, que ajeitou para Marcelinho Paraíba mandar por cima. Aos 30, o Palmeiras chegou de novo. Ortigoza entrou na área e chutou para fora. Aos 32, um problema para o Verdão: Pierre levou vermelho por entrada dura em Bruno Batata (veja no vídeo acima).

O jogo só não complicou mais para os paulistas porque Márcio Gabriel perdeu um gol incrível aos 35. Bruno Batata cruzou rasteiro, mas o lateral-direito, sem marcação, chutou para fora. Quatro minutos depois, o jogo voltou a ficar igual. Leandro Donizete fez falta em Jumar e foi expulso – ele já tinha cartão amarelo. O Coxa ainda teve chance aos 42, em cabeçada de Marcelinho Paraíba que Bruno defendeu.

Marcelinho Paraíba decide

As duas equipes voltaram para a segunda etapa com as mesmas formações que terminaram o primeiro tempo. Na volta para o gramado, o técnico do Palmeiras, Muricy Ramalho, lamentou o fato de ter tido Pierre expulso. Principalmente porque via o seu time em melhor momento do que o adversário na partida.

O primeiro lance de perigo surgiu apenas aos sete minutos. Márcio Gabriel avançou bem pela direita e bateu cruzado, da entrada da área. Logo depois, o lateral-direito foi substituído pelo atacante Marcos Aurélio. E o Verdão foi para cima. Aos 9, Cleiton Xavier apareceu bem no ataque e bateu colocado. Edson Bastos defendeu.

Aos 10 foi a vez de Marcos Aurélio arriscar para o Coritiba. Ele chutou de fora da área, e Marcão desviou com o braço. O árbitro nada marcou. O domínio da partida naquele momento, porém, era do Palmeiras. Com melhor toque de bola, a equipe paulista tentava envolver o adversário e chegar com perigo. Mas errou passes demais.

De tanto insistir, o Verdão conseguiu chegar com perigo aos 20 minutos. Cleiton Xavier recebeu na direita da grande área e chutou forte. Edson Bastos espalmou. O Coritiba, porém, também assustou. Mas sem querer. Aos 24, Marcelinho Paraíba cruzou, a bola pegou efeito e bateu no travessão, deixando o goleiro Bruno preocupado.

Aos poucos, as duas equipes, desesperadas atrás do gol, começaram a ir ao ataque da maneira que dava. O Coritiba tentava nos contra-ataques, e o Palmeiras nas bolas paradas. Como aos 34, quando Cleiton Xavier mandou à direita do gol. Só que a tática do Coxa deu mais certo. Aos 44, Thiago Gentil invadiu a área e se enroscou com Marcão. Os dois puxaram um ao outro pela camisa, mas o árbitro Péricles Bassols pênalti e expulsou o zagueiro palmeirense num lance no mínimo duvidoso.

Na cobrança, aos 45, Marcelinho Paraíba cobrou com força no canto esquerdo de Bruno e correu para comemorar a vitória da equipe paranaense.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: