Palmeiras segura pressão, vence Cruzeiro e obtém ‘gordura’ no topo

Fonte: UOL Esporte

O duelo no Mineirão dificilmente alteraria posições na tabela do Campeonato Brasileiro, mas uma vitória nesta quarta-feira seria importante para as pretensões das duas equipes na competição. E o líder Palmeiras foi mais eficiente. Com um jogador a menos durante quase todo o segundo tempo, a equipe paulista segurou a pressão, venceu o Cruzeiro por 2 a 1, de virada, no encerramento da 25ª rodada do Nacional.

Com o resultado, o Palmeiras mantém a liderança com 47 pontos, mas agora abre três pontos em relação ao vice-líder São Paulo e quatro do terceiro colocado Internacional, que tropeçaram na rodada. O Cruzeiro permanece na 13ª colocação, com 32 pontos e ainda distante do Santos, 12º com 36.

O duelo não determinaria a mudança de posições na tabela – somente uma derrota de no mínimo cinco gols de diferença tiraria a liderança palmeirense -, mas ganhou ingredientes que elevaram a temperatura. Após a troca de acusações de Fabrício e Diego Souza, o atacante Kléber compareceu a uma festa da torcida alviverde e desagradou aos cruzeirenses, que inclusive o vaiaram quando ele foi substituído.

Mandante da partida, o Cruzeiro tomou a iniciativa da partida e ocupou melhor os espaços no meio-campo. Ao líder Palmeiras coube estabilizar a defesa para criar os contra-ataques. No entanto, logo aos 8min do primeiro tempo, o atacante Thiago Ribeiro conseguiu furar o esquema palmeirense.

Acostumado a atuar com três zagueiros (3-5-2), Muricy Ramalho não contou com Edmílson, machucado, e escalou a formação mais tradicional (4-4-2). O camisa 11 cruzeirense recebeu livre entre Marcão e Maurício Ramos, ficou cara a cara com o goleiro Marcos e chutou rasteiro para abrir o placar no Mineirão.

O Palmeiras chegou ao empate na sequência, aos 10min. Em falta próxima a área, o meia Diego Souza bateu, a bola fez uma curva e enganou o goleiro Fábio. A partir daí, o Cruzeiro dominou as ações ofensivas e utilizou bem os dois lados do campo para pressionar, mas via o clube paulista ameaçar em contra-ataques.

Depois de reclamar de um pênalti em Kléber antes mesmo do primeiro gol, o Cruzeiro voltou a pedir a marcação de uma infração dentro da área. Após jogada de Gilberto pela esquerda, o volante Fabrício apareceu na entrada da área e chutou, mas foi travado e ficou caído. O árbitro não marcou nada.

Enquanto o Palmeiras criava suas principais jogadas pelo setor esquerdo com o colombiano Armero, o Cruzeiro explorava os dois lados do campo. O volante Fabrício e Diego Renan tiveram suas chances, mas a igualdade prevaleceu no primeiro tempo.

Na volta do intervalo, o Cruzeiro foi para cima, mas em erro de Diego Renan, a bola ficou com Cleiton Xavier, que encontrou Vagner Love entre os dois zagueiros cruzeirenses. O camisa 9 arrancou, driblou Fábio para colocar o Palmeiras em vantagem.

Aos 8min, Jonathan, que entrou no lugar do machucado Fabrício, tentou invadir a área, mas foi derrubado por Armero. O lateral-esquerdo já tinha um amarelo e foi expulso, deixando o Palmeiras com um a menos durante quase toda a etapa final. Além de perder o colombiano, a equipe alviverde ficou sem Wendel, substituído por Figueroa. O ala teve que deixar a partida após cair sangrando em disputa de bola com Kléber e pode ter fraturado a mandíbula.

Com um a mais, o técnico Adilson Batista decidiu colocar mais um atacante. Guerrón entrou bem e o Cruzeiro passou a encurralar os visitantes. Foi de seus pés, inclusive, que os donos da casa criaram jogadas de perigo. Kléber e Leonardo Silva ficaram próximos de marcar. Cada jogada de bola parada era um sufoco na área do Palmeiras, que conseguiu segurar a pressão para vencer.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: