Elenco do Palmeiras já faz contas para a conquista do título

Fonte: UOL Esporte

Pelos cálculos do goleiro Marcos, o Palmeiras voltará a ser o melhor clube do país depois de 15 anos se somar 71 pontos ao final do campeonato. O atual líder do Brasileiro, com 50, tem mais 12 partidas pela frente, ou seja, 36 pontos em aberto. Precisaria, portanto, manter pouco mais de 58% de aproveitamento até a rodada final, no dia 6 de dezembro.

Depois da vitória sobre o Atlético-PR (2 a 1), sábado, no Parque Antarctica, o clube paulista chegou aos 64,1% de aproveitamento no torneio. “Temos de preservar essa vantagem até o próximo final de semana. Vamos para Vila Belmiro para vencer, porque quanto mais perto pudermos chegar da taça, melhor”, afirmou o arqueiro palmeirense.

Desde que o formato dos pontos corridos com 20 participantes foi adotado no Nacional, o São Paulo foi campeão de todas as edições, com 75 pontos (2006), 77 (2007) e 78 (2008) — antes, outros times conquistaram a competição nesse modelo, mas com número de participantes superior–.

Já de olho no Santos, adversário do próximo domingo, os comandados de Muricy Ramalho apostam em dois fatores para conquistar o título que o clube não tem desde 1994.

O primeiro deles é a campanha ainda invicta da equipe em seus domínios. Em 13 jogos como mandante, o Palmeiras venceu nove e empatou quatro. Marcou 22 gols e sofreu 10. “Os jogos dentro de casa são fundamentais para as equipes que querem ser campeãs”, disse Marcos. Já como visitante, o time ganhou cinco, empatou quatro e perdeu outras quatro. Fez 19 tentos e levou 15.

O segundo fator é a disposição dos últimos 12 confrontos na tabela da competição. O tetracampeão brasileiro (1972, 1973, 1993 e 1994) vai cruzar com poucos concorrentes diretos pela taça. Pelas posições atuais, Goiás (2º) e Atlético-MG (5º) são os rivais mais próximos dos palmeirenses, que, em contrapartida, terão pela frente o ‘G4’ da parte inferior da classificação.

Além de Santo André, Botafogo, Sport e Fluminense, equipes que hoje cairiam para a Segunda Divisão, o Palmeiras vai encarar o Náutico, primeiro clube acima da zona da degola. Por outro lado, a preocupação é que, exceção feita ao Sport, todos os demais ‘desesperados’ serão encarados longe do Parque Antarctica.

“Nós sabemos que não há adversários fáceis, pois o campeonato é muito equilibrado”, disse o volante Jumar, que levou o terceiro amarelo no sábado e não vai enfrentar o Santos.

Em compensação, Armero e Cleiton Xavier, que não pegaram o Atlético-PR por estarem suspensos, voltam ao time. c

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: