Em nota, Palmeiras repudia atitude santista sobre ingressos

Fonte: Gazeta Esportiva

A bola sequer começou a rolar, mas o clássico entre Santos e Palmeiras, marcado para domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro, já está com o clima quente. Nesta quinta-feira, em nota oficial postada no site alviverde, o presidente do clube, Luiz Gonzaga Belluzzo, repudiou a atitude do time da Vila Belmiro com relação à distribuição de ingressos.

Belluzzo cita que em recente encontro promovido pelo G-4 -grupo dos quatro principais clubes do estado -, o presidente santista, Marcelo Teixeira, havia prometido ao presidente Luiz Gonzaga Belluzzo a entrega de mil ingressos para serem vendidos na capital.

“O presidente do Santos, Marcelo Teixeira, voltou atrás e pediu para que um dos diretores do clube avisasse o Palmeiras que não mais mandaria o que estava acordado. Para piorar, a diretoria do Santos utilizou-se de uma desculpa inaceitável, sugerindo que a Polícia Militar vetasse a entrega dos ingressos para serem vendidos na capital”, diz a nota.

“O Palmeiras lamenta profundamente atitudes como essas, pois sempre que o Santos atua no estádio Palestra Itália, a diretoria financeira do Palmeiras envia a totalidade de ingressos solicitada pela diretoria do Santos”, completa o comunicado.

Belluzzo, que assina a nota juntamente com Fabio Raiola, diretor financeiro do clube de Palestra Itália, lembra que o clube é sempre cordial com os adversários que vêm atuar na casa alviverde, inclusive com o Santos, e ressalta que está desapontado com o comportamento mostrado pelo co-irmão da Baixada.

Confira a nota na íntegra:

“A Sociedade Esportiva Palmeiras repudia a atitude da diretoria do Santos na questão relativa à liberação dos ingressos para os torcedores da capital. Assim como já aconteceu no Campeonato Paulista deste ano, o Santos não liberou a totalidade dos ingressos solicitados pelo Palmeiras para o jogo deste domingo, na Vila Belmiro.

Em recente encontro promovido pelo G4 -grupo dos quatro principais clubes do Estado, o presidente santista, Marcelo Teixeira, havia prometido ao presidente Luiz Gonzaga Belluzzo a entrega de 1000 ingressos que deveriam ser entregues ao Palmeiras.

O presidente do Santos, Marcelo Teixeira, voltou atrás e pediu para que um dos diretores do clube avisasse o Palmeiras que não mais mandaria o que estava acordado. Para piorar, a diretoria do Santos utilizou-se de uma desculpa inaceitável, sugerindo que a Polícia Militar vetasse a entrega dos ingressos para serem vendidos na capital.

Procurados pela diretoria financeira do Palmeiras, as autoridades da Polícia Militar negaram todas as informações passadas pela direção do Santos.

O Palmeiras lamenta profundamente atitudes como essas, pois sempre que o Santos atua no estádio Palestra Itália, a diretoria financeira do Palmeiras envia a totalidade de ingressos solicitada pela diretoria do Santos.

O Palmeiras, aliás, sempre é cordial e respeitoso com todos os clubes visitantes que atuam no estádio Palestra Itália, e somente o Santos, como vem se tornando rotineiro, não age dentro daquilo que foi acordado.

Luiz Gonzaga Belluzzo, presidente do Palmeiras e Fabio Raiola, diretor financeiro do Palmeiras.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: