Em tarde infeliz, Palmeiras é derrotado pelo Náutico, mas segue líder

Fonte: Site Oficial

Palmeiras e Náutico fizeram jogo duro e de muitos passes errados na tarde desta segunda-feira (12), no Estádio dos Aflitos, em Recife-PE. A partida foi válida pela 29ª rodada do Brasileirão. Apesar de mostrar muita disposição, o Alviverde sentiu os desfalques e a falta de entrosamento, e acabou derrotado por 3 x 0, gols de Cláudio Luiz e Bruno Mineiro (2). Mesmo com o resultado negativo, o Verdão manteve-se com 54 pontos, na liderança isolada do campeonato.

Com muito sol, o jogo começou com os times esbanjando disposição. O gramado irregular, porém, dificultava o jogo da equipe Alviverde, mais técnica. O primeiro lance de perigo foi do Náutico, logo aos 30 segundos, num chute que passou por cima. Jogando em casa, o Timbu continuou em cima, e aos 2min, em bola cruzada na área, o zagueiro Vagner Silva cabeceou, mas o goleiro Marcos agarrou bem. O Palmeiras reagiu e tentava controlar o jogo, jogando pela direita com Figueroa e Ortigoza. Aos 5min, Cleiton Xavier bateu escanteio, Robert desviou e Gledson pegou.

Aos 6min, a pressão pernambucana deu resultado. Em bate e rebate na área após cobrança de escanteio, o Náutico abriu o placar com o zagueiro Cláudio Luiz, que chutou da pequena área, aproveitando falha da marcação. O Palmeiras passou a pressionar em busca do empate. Aos 8min, após cruzamento de Marcão, Ortigoza tentou de bicicleta na área, mas chutou pra fora.

Com 11min, novo lance de perigo do Náutico: Marcos fez milagre em chute de Carlinhos Bala dentro da área. No contra ataque, Figueroa invadiu a área do Timbu, mas foi desarmado na bola, em bom lance palmeirense.

Cleiton Xavier chamava o jogo, mas o Palmeiras tinha dificuldades com a retranca do clube pernambucano e com os passes que quicavam no gramado esburacado. A marcação cerrada dos zagueiros e volantes pernambucanos também dificultava a troca de bolas do líder do campeonato. Do lado de fora, Muricy esbravejava, preocupado com a falta de entrosamento do time.

Apesar dos lances do Náutico, o Palmeiras ensaiava o empate. Com 26min, Robert invadiu a área pela direita e cruzou com muito veneno, mas Gledson tirou. Aos 31, após jogada do camisa 20 do Alviverde, a bola sobrou para a finalização de Willians. O goleiro pernambucano pegou firme.

O jogo seguia equilibrado, com Robert e Cleiton Xavier buscando o empate pelo Palmeiras e Carlinhos Bala levando perigo nos contra-ataques do Timbu. Aos 40min, Bruno Mineiro cabeceou com perigo, mas Marcos defendeu com tranquilidade. No contra-ataque, Willians deu bom passe e Robert cruzou rasteiro, mas Marcão chegou atrasado e por pouco não conseguiu completar para o gol vazio.

Aos 42min, castigo para o Palmeiras: Irênio achou bom passe para Carlinhos Bala no meio campo. O camisa 10 do Náutico escapou pela direita e cruzou rasante. Bruno Mineiro antecipou-se a Figueroa completou para o gol na pequena área. Náutico 2 x 0, justamente quando o Verdão era melhor em campo. Bala ainda levou mais perigo aos 47min, quando cobrou falta perigosa. Marcos agarrou. E assim terminou o primeiro tempo.

O Palmeiras voltou sem modificações depois do intervalo. Aos 4min, Irênio teve a primeira chance da segunda etapa, batendo de fora da área direto para fora. No minuto seguinte, Robert respondeu, chutando rasteiro para defesa de Gledson.

Os passes errados continuavam, e nenhum time conseguia chegar com perigo. Muricy Ramalho tentava reagir com substituições: Wendel no lugar de Figueroa e Sandro Silva no lugar de Souza. O Alviverde, todavia, tinha muitas dificuldades para furar a defesa do Náutico. Aos 16min, o Timbu acabou ampliando: após cruzamento de muito longe, Bruno Mineiro, impedido, cabeceou livre no canto de Marcos.

O Palmeiras buscava a reação. Aos 20min, Wendel cruzou com perigo, mas Gledson colocou para escanteio. O Naútico se aproveitava da vantagem e parava o jogo com faltas leves longe da área, impedindo a criação de jogadas do Alviverde. O Timbu apostava na retranca e nos contra-ataques puxados pelo ala direito Patrick e por Carlinhos Bala. O jogo, no entanto, deixava a desejar na parte técnica. Ambos os times trocavam passes sem muita objetividade e as chances de gol tornaram-se praticamente nulas.

Aos 35min, Marcão arriscou de longe, mas a bola foi pra fora. No minuto seguinte, Cleiton Xavier dominou cruzamento de Wendel, procurou espaço e bateu, mas Gledson pegou firme. Com 38min, Ortigoza colocou Sandro Silva na cara do gol, mas o goleiro do Timbu saiu firme e abafou o chute do camisa 2 palmeirense. Aos 42min, brilhou a estrela de Marcos: o camisa 12 defendeu a batida de fora da área de Mariano Torres e ainda pegou o rebote de Carlinhos Bala, que chutou livre à queima roupa. E no último lance de perigo do jogo, Ortigoza costurou na área e rolou para a chegada de Jumar. O chute saiu mascado e Gledson defendeu. Final de partida, Náutico 3 x 0 Palmeiras.

O Verdão volta a campo no próximo domingo (18) contra o Flamengo-RJ, no Palestra Itália, às 16h, em jogo válido pela 30ª rodada do Brasileirão. Para a partida, o Verdão vai contar com a volta de vários jogadores, como Diego Souza, que retorna da Seleção brasileira. Os desfalques certos serão Marcão e Figueroa, suspensos pelo terceiro cartão amarelo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: