Volta dos ‘pilares’ e técnico especialista empolgam todo o elenco palmeirense

Fonte: Globoesporte.com

O Palmeiras perdeu, nas últimas duas rodadas, uma boa oportunidade de disparar na liderança do Campeonato Brasileiro. Vice-líder, o rival São Paulo tropeçou em casa ao empatar no Morumbi em 2 a 2 com o Coritiba, e no Rio de Janeiro foi derrotado por 2 a 1 pelo Flamengo. Era a chance de o Verdão abrir dez pontos de vantagem, mas o time de Muricy Ramalho repetiu o desempenho do Tricolor – empatou em casa com o Avaí (2 a 2) e foi derrotado pelo Náutico (3 a 0) no Recife – e a diferença se manteve de cinco pontos. Nada que abale a confiança do elenco alviverde na conquista do título.

A começar pela experiência do técnico Muricy Ramalho, que busca o tetracampeonato nacional – conquistou a taça com o próprio São Paulo em 2006, 2007 e 2008. Depois porque o time contará com os retornos de Diego Souza e Armero, convocados para defender as seleções brasileira e colombiana nas duas últimas rodadas das eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2010. Para completar, o atacante Vagner Love e o zagueiro Edmilson voltam à equipe após cumprirem suspensão automática.

– O Edmilson está lado a lado com o (goleiro) Marcos. É experiente, já ganhou vários títulos e tem muito a nos orientar e ensinar. Já o Diego, pelo momento que vive, chama a responsabilidade e é muito importante para o time. E tem o Vagner, que chama os gols – garantiu o lateral-direito Wendel.

De volta ao time titular, Edmilson assina embaixo. Para ele, além da melhora na qualidade do time, os experientes são importantes para os mais novos ficarem atentos durante as partidas.

– Procuro orientar sempre, porque com alguns jogadores é preciso conversar. Às vezes o cara está jogando, mas pensa na música ou na comida que gosta. É importante falar para todo mundo viver o jogo – disse o zagueiro.

Ele explicou ainda que, além de cobrar concentração dos companheiros, a missão dos jogadores com visão mais apurada do jogo é corrigir possíveis erros de posicionamento.

– Temos pilares fortes, e nos momentos difíceis precisamos entender onde estamos errando justamente para acertarmos. Precisamos falar em campo, posicionar o companheiro quando o time ataca, nas bolas paradas. Nesta reta final, precisamos estar concentrados para não cometermos erros.

Além dos experientes ‘pilares’ em campo, a presença de Muricy Ramalho também dá confiança ao elenco, que garante seguir com a cabeça erguida.

– Com o Muricy existe a confiança em vários setores, pela maneira dele de levar o time a ser campeão, a experiência por viver a quarta temporada com a possibilidade de ganhar mais um título – revelou Edmílson.

Os motivos citados acima fazem o Palmeiras não baixar a cabeça, mesmo depois da derrota no estádio dos Aflitos.

– O time não relaxou. A derrota só nos motivou ainda mais para vencermos e pontuarmos. Nós queremos definir logo, para podermos vibrar e comemorar bastante no momento do título – disse Wendel.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: