Após “repetição de erros”, Simon não apita mais no Campeonato Brasileiro

Fonte: UOL Esporte

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou na tarde desta segunda-feira que o árbitro Carlos Eugênio Simon está afastado do Campeonato Brasileiro. A suspensão do gaúcho presente no quadro da Fifa vem um dia depois da atuação polêmica na vitória por 1 a 0 do Fluminense sobre o Palmeiras neste domingo, mas acontece em “decorrência” da sucessão de equívocos ao longo do torneio.

Em nota oficial publicada em seu site oficial, a CBF informou que “em virtude da repetição de erros cometidos durante a competição, o árbitro Carlos Eugênio Simon (RS), que apitou o jogo Fluminense x Palmeiras, domingo, no Maracanã, está afastado até o final do Campeonato Brasileiro 2009.”

Na partida em questão, Simon invalidou um gol marcado pelo atacante Obina no primeiro tempo, quando a partida estava empatada por 0 a 0. O árbitro gaúcho alegou que o palmeirense cometeu falta no adversário Maicon ao subir para cabecear, mas as imagens televisivas mostraram que o camisa 28 do time alviverde, na verdade, foi puxado pelo jogador do Flu.

Árbitro brasileiro nas Copas do Mundo de 2002 e 2006, Simon também não viu uma cabeçada que o atacante Alan deu no lateral-esquerdo Pablo Armero, que inclusive deixou o campo sangrando com um corte no supercílio, na segunda etapa de jogo. Ademais, o zagueiro alviverde Danilo teria sofrido pênalti após ser derrubado por Gum.

O desempenho de Simon na partida causou ira na diretoria palmeirense. Ainda nos vestiários do Maracanã, o gerente de futebol Toninho Cecílio avaliou a atuação do árbitro como “covarde” e intimou o juiz a prestar esclarecimento pela invalidação do gol de Obina.

Já o presidente Luiz Gonzaga Belluzzo vociferou em carta publicada na manhã desta segunda-feira, dizendo ao Blog do Juca que o gaúcho era um “operador oficial de interesses escusos” e, ao jornal Lance!, que o apitador “é vigarista, safado e crápula”.

Outra atuação polêmica de Simon neste Brasileirão se deu no clássico paulista entre São Paulo e Santos, em 25 de outubro, pela 31ª rodada. O mediador do jogo expulsou o goleiro Rogério Ceni por um choque com o atacante santista Jean e foi acusado pelo camisa 1 tricolor de “persegui-lo”. Os santistas também se queixaram do pouco tempo de acréscimo dado pelo juiz no segundo tempo.

Apesar da suspensão de âmbito nacional recebida nesta segunda-feira, Carlos Eugênio Simon está escalado para apitar o confronto entre River Plate, do Uruguai, e LDU, do Equador, na quinta-feira, pela ida das semifinais da Copa Sul-Americana.

Também nesta segunda, a CBF informou que o árbitro Nielson Dias, responsável pela partida entre Vasco e Juventude no sábado, está fora do próximo sorteio. O apitador deixou de marcar um toque de mão de Elton no lance do primeiro gol do clube carioca, que retornou à primeira divisão com uma vitória sobre os gaúchos por 2 a 1.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: