Obina nega confissão de falta e desmente Simon após polêmica

Fonte: UOL Esporte

Assim como foi anunciado pelo presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo, o atacante Obina negou qualquer confissão de falta aos auxiliares na derrota para o Fluminense do último fim de semana. O camisa 28 fez questão de desmentir o árbitro Carlos Eugênio Simon e negou que tenha admitido uma infração no lance em que teve seu gol anulado.

“É pura mentira. Em nenhum momento afirmei isso. Só fui reclamar do gol anulado, falei com ele que foi legal. No momento do lance, fiquei alguns segundos parado sozinho e depois o Maicon chega. É ele quem me agarra. As imagens são muito claras e caso eu tivesse errado a cabeçada ele teria que ter marcado o pênalti, pois o jogador do Fluminense me segurou”, acusou o jogador por meio de nota oficial.

A polêmica começou quando Belluzzo deu entrevistas após a partida indignado com a jogada invalidada por Simon. O presidente afirmou que o árbitro gaúcho estava mal intencionado e que o agrediria se o encontrasse na rua.

Simon, por sua vez, respondeu que processaria o palmeirense pelas declarações e ainda revelou que Obina teria admitido a falta após o lance do gol anulado, o que foi negado pelo jogador e pelo presidente mais cedo nesta terça-feira.

“O Simon deveria ser um cirurgião porque ele sempre opera os times”, disparou Belluzzo. “Ele não se envergonha nem de mentir. O Obina não admitiu nada porque não poderia admitir algo que não fez. Isso o que o Simon falou é cascata”, concluiu.

“O Danilo estava do meu lado e é testemunha. Em nenhum momento falei que foi falta. O Simon deve ter colocado alguma coisa na cabeça do auxiliar para ter falado isso”, completou Obina, mencionando o assistente Marcelo Barison, que teria ouvido a confissão do atacante.

1 Response so far »

  1. 1

    Grub said,

    Sobre esse ultimo jogo contra o Sport.

    Que matematicamente dá, dá. Mas se acreditamos… diremos que sim até o final, mas salvo aconteça um milagre a altura e envergadura proporcional ao apagão desavisado que atingiu o time nas ultimas 8 rodadas, tá difícil. Acima de tudo é o que disse o Marcão ‘o que fazemos de melhor é secar o adversário’. Sinceramente não acho que falta comprometimento do grupo, isso nem de longe. Acho que boa parte do grupo é jovem demais e a pressão tá pesando, vontade não falta e nem nunca faltou, agora, quanto ao futebol… EDMILSON VAZA PELO AMOR DE DEUS, VOCÊ NEM VOLANTE DE TIME SENIOR PODE SER. Diego Souza é a decepção do ano… e queria entender o porque? É claro que a ausência do Cleiton nesse time é vital, infelizmente é como muita gente, inclusive a rapaziada do Mondo Palmeiras detectou, não temos articuladores, meio campistas e é isso que está derrubando o Palmeiras, mas daí pro Diego sumir… porque? Não importa se ele tentar e não conseguir, mas está sumido e o time precisa da referência dele… Foi ele ter ido pro lixo da seleção do Dunga que ele nunca mais voltou. De resto o que mais o que dizer? Independente das tentativas do Muricy não terem dado certo, está muito longe da responsabilidade da queda ser dele ou da diretoria, que conseguiu manter todo o elenco com o patrocinador, mas o que aconteceu é que tinhamos 7 pontos de gordura e perdemos 1 a 1 até estarmos em completa desvantagem… E não dá pro Palmeirense aceitar isso pacivamente. Estamos fazendo nossa parte, a torcida está, a diretoria está, o técnico e o time tentando, o que mais fazer?
    Infelizmente não sei o que responder, acho que nenhum Palmeirense sabe. Só resta torcer pra que algo – ao menos por hora fora do nosso alcance – aconteça e nos traga esse título. O meu maior consolo foi a série de milagres anteriores que já aconteceram nesse ano, desde a conturbada saída do Ladrãoburgo até a manutenção do elenco, até a torcida não desistir em momento algum e cantar e fazer bonito todo tempo… Enfim. Já tivemos provas de que pode dar certo e se no momento está tudo contra nosso Palestra, vamos todos rezar juntos pra situação se reverter a nosso favor na ultimas 3 rodadas, mais que isso não tem como. Como disse o Muricy, não podemos baixar a guarda.
    Está muito difícil? Sim. Existe pouca esperança? Bem pouca. Mas o que nos resta fazer? Vestir a camisa e torcer até o fim e o que tiver que ser, será. Dos jogadores cobraremos pelo menos o mínimo; o máximo de postura e briga [pela bola e pelo gol] em campo… No mais é secar os adversários e torcer pra eles ficarem mais zicados que estamos nos momento. Vai Palestra, do jeito que for, mas vai…


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: