Pierre assume pressão de ‘salvador da pátria’ e promete reação do Palmeiras

Fonte: UOL Esporte

A missão de Pierre na reta final do Brasileiro não é das mais simples. O volante volta ao Palmeiras sem estar em suas melhores condições e com a responsabilidade de recuperar a força alviverde na briga pelo título. Consciente das expectativas em torno do seu retorno, o camisa 5 assume a pressão para levantar o moral do elenco e promete que a equipe irá reagir para seguir com boas chances de conquistar o Nacional.

“Sei que não estou totalmente recuperado fisicamente, mas se este for o meu papel [de salvador], vou cumpri-lo. Não posso fazer tudo sozinho, e o Palmeiras conta com um ótimo elenco para sair dessa, mas com certeza farei meu papel para ajudar a equipe”, destacou o meio-campista.

Em entrevista ao UOL Esporte, Pierre falou sobre a queda de rendimento do Palmeiras durante sua saída e da nova lesão sofrida após a cirurgia realizada no tornozelo esquerdo. O volante também comentou a respeito da possível anulação do jogo contra o Sport, que marcou seu retorno aos gramados, e sobre as polêmicas declarações de Marcos no duelo.

Confira os principais trechos da entrevista:

UOL Esporte – Havia muita expectativa da torcida em torno do seu retorno. Tanto, que os fãs gritaram seu nome a todo instante até o Muricy colocá-lo no intervalo contra o Sport. Como você reage com essa imagem de “salvador da pátria” colocada pela torcida?
Pierre: Tento olhar isso da melhor forma possível. Lembro dos momentos que fiquei afastado e do apoio que recebi dos fãs. Tudo isso me ajuda a ter um controle maior das coisas. Sei que não estou totalmente recuperado fisicamente, mas se este for o meu papel, vou cumpri-lo. Não posso fazer tudo sozinho, e o Palmeiras conta com um ótimo elenco para sair dessa, mas com certeza farei meu papel para ajudar a equipe.

UOL Esporte – Você é conhecido como o grande motivador do time. Como tentará reanimar os jogadores em meio à má fase? Ainda dá tempo?
Pierre: Sei que minha presença é muito importante nesse momento. Por isso, tentei ficar perto do time quando não podia atuar. Agora, é a hora de todo o grupo se unir e manter as forças para ir atrás do título. Ainda podemos vencer se fizemos nossa parte. Por isso não podemos desanimar. Eles já sabem disso e não terei que mudar minha postura.

UOL Esporte – Você tinha previsão inicial de voltar a atuar somente em 2010 depois de operar o tornozelo em setembro e retornou antes do tempo previsto. Porém, sentiu uma nova lesão no local e agora é dúvida para enfrentar o Grêmio na próxima quarta. Como está sua recuperação?
Pierre: Estou com dores na parte de dentro do tornozelo, que não tem nada a ver a com a cirurgia. Mas estou me empenhando muito para jogar e devo jogar. É claro que não estou 100%, mas quero ajudar o Palmeiras e estarei pronto para isso. Agora é a hora de descansar e me recuperar a tempo da partida.

UOL Esporte – Quando você saiu da equipe, o Palmeiras estava embalado e com folga na liderança. O que mudou no time de lá para cá?
Pierre: É difícil apontar um ou dois fatores específicos. Não dá para falar mal do time, pois ele é muito bom. Atribuo essa queda simplesmente à dificuldade do Brasileiro. É um campeonato muito difícil. Ainda mostramos um bom futebol em jogos contra o Goiás e o Corinthians e voltamos a cair. Só que o torneio ainda está aberto. Volto a repetir, faltam três rodadas e estamos na briga para vencer. Muita coisa pode rolar.

UOL Esporte – O Sport está tentando anular a partida da última quarta-feira. Em sua opinião, essa é uma boa oportunidade para o Palmeiras se recuperar na liderança?
Pierre: É uma possibilidade, mas não podemos ficar muito na expectativa porque isso é difícil de acontecer. Só posso afirmar que o Palmeiras estará pronto para jogar se decidirem repetir o jogo.

UOL Esporte – Após o empate contra o Sport, o goleiro Marcos disparou contra os mais jovens e afirmou que o título estava bem longe. Você concorda com o goleiro?
Pierre: Não podemos jogar a toalha. O Marcos disse aquilo mais para alertar. Posso dizer que todo mundo está muito comprometido e não desistimos de nada. Sei que podemos ser campeões se cumprirmos nosso papel nos três jogos que faltam. É preciso acreditar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: