Palmeiras reduz preço dos ingressos para partida contra o Atlético-MG

Fonte: UOL Esporte

Para ver o time na liderança, o torcedor do Palmeiras teve de colocar a mão no bolso. Agora que a equipe caiu para o quarto lugar e precisa vencer de qualquer jeito, ele ganhou desconto.

A diretoria decidiu reduzir o preço dos ingressos em todos os setores do Parque Antarctica para a partida diante do Atlético-MG, no próximo domingo, que poderá recolocar o clube na disputa pelo título do Brasileiro ou até afastá-lo do G4. Para as arquibancadas, que custavam R$ 40, a torcida vai pagar R$ 20 (50% de desconto).

Apenas na estreia da equipe em casa, diante do Coritiba, e no duelo ante o Vitória, cerca de um mês depois, o ingresso custou o mesmo que agora. Isso porque havia ‘concorrência” com a Taça Libertadores.

Em outros lugares, os valores despencaram ainda mais se comparados com a última exibição palmeirense em casa, contra o Sport, no dia 11.

As numeradas descobertas, por exemplo, passaram de R$ 80 para R$ 30. As cobertas foram de R$ 150 para R$ 60. Até mesmo o camarote premium, setor mais nobre do Parque Antarctica, sofreu queda (de R$ 200 para R$ 100).

O diretor financeiro do Palmeiras, Fábio Raiola, negou que os preços tenham sido alterados em razão da queda do time no Campeonato Brasileiro.

‘Independentemente da posição em que o Palmeiras estivesse hoje, faríamos a mesma coisa. Queremos agradecer o torcedor por tudo que ele fez pelo time no ano”, disse Raiola.

Segundo o diretor, a decisão foi tomada em reunião com o vice Gilberto Cipullo e o presidente Luiz Gonzaga Belluzzo. Quando o clube estava em alta, porém, uma das primeiras medidas dos cartolas foi majorar os ingressos, que custavam R$ 30 no local mais barato -as arquibancadas- e passaram para os R$ 40 que figuraram na maior parte do campeonato.

A iniciativa foi feita logo após a vitória sobre o Internacional (2 a 1), em 22 de agosto, quando a equipe abriu dois pontos de vantagem sobre o Goiás, então o segundo colocado do torneio.

Na época, Raiola afirmara: ‘Com o time bem, o torcedor vai sempre apoiar”.

De fato, nos dois jogos seguintes que fez em casa -contra Barueri e Atlético-PR-, o clube manteve a média de público alta (cada um foi visto por mais de 23,3 mil pagantes) e bateu recordes de arrecadação.

Contribuiu para o sucesso da investida dos dirigentes a boa campanha da equipe, até então invicta em seu estádio.

Curiosamente, dois jogos depois de ter inflacionado os preços dos bilhetes o time entrou em declínio e só venceu um dos quatro duelos que disputou em casa, contra o Goiás.

Diante do Sport, o reflexo da queda alviverde atingiu as bilheterias. Mesmo sendo um confronto decisivo, ele foi visto por 17.133 pagantes, público abaixo da média do clube no Brasileiro -18.037, de acordo com as estatísticas da CBF.

‘Quando o jogo é às 10 da noite fica difícil. Aí, nem se colocar o ingresso a R$ 10 você enche o estádio”, justifica-se Raiola.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: