Com gol de placa, Palmeiras vence Atlético-MG por 3 x 1 e segue na luta pelo título

Fonte: Site Oficial

O Palmeiras venceu o Atlético-MG por 3 x 1 em apresentação de gala no Palestra Itália, na tarde desse domingo (29), pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro 2009. A partida foi emocionante, com defesas espetaculares de Marcos, atuação segura da zaga, gol histórico de Diego Souza, o reencontro de Vagner Love com as redes e um show dos armadores Cleiton Xavier e Deyvid Sacconi. A torcida palmeirese também fez bonito, enchendo o estádio e fazendo linda festa.

O torcedor Alviverde teve várias surpresas na escalação inicial: Maurício Ramos voltou à zaga, Wendel entrou na lateral esquerda, Sandro Silva e Edmilson começaram como volantes. Na armação, Cleiton Xavier começou o jogo como titular, ao lado de Deyvid Sacconi. Diego Souza foi deslocado para o ataque ao lado de Vagner Love. Um Palmeiras novo depois dos dias de treino em Itu.

E a armação do treinador Muricy Ramalho deu rápido resultado: com menos de um minuto de jogo, após trocas de bola desde o campo de defesa até a entrada da área do Atlético-MG, Diego Souza achou Deyvid Sacconi livre na direita. O camisa 26 cruzou, Vagner Love não alcançou mas Cleiton Xavier mandou de carrinho para o fundo das redes. Gol do Verdão! Palmeiras 1 x 0 Atlético-MG.

O jogo ficou aberto, com os dois times buscando o ataque o tempo todo. O adversário respondeu aos 5 min, em chute perigoso de Diego Tardelli que raspou a trave direita de Marcos. A torcida palestrina quase comemorou outro gol aos 8 min, quando Vagner Love levou chutou rasteiro, mas do lado de fora das redes. Aos 12min, porém, Tardelli recebeu passe enfiado, arrancou e tocou na saída de Marcos. Palmeiras 1 x 1 Atlético-MG.

Quando o jogo parecia que ia ficar difícil, o Verdão voltou a ficar na frente, em um gol antológico de Diego Souza. Aos 16 min, depois de dividida de Vagner Love com o goleiro Carini, a bola foi rebatida para o meio de campo. O camisa 7 do Verdão pegou de primeira, sem deixar a bola cair, e encobriu o goleiro atleticano, levando o Palestra Itália à loucura. Golaço! O Palmeiras fazia 2 x 1 num começo de jogo eletrizante, com direito a gol de placa.

E a partida seguia lá e cá, sem dar tempo para o torcedor respirar. Aos 19 min, Diego Tardelli tentou surpreender Marcos batendo de fora da área, mas o goleiro palmeirense espalmou pra escanteio. O Atlético-MG tentava chegar a um novo empate cruzando bolas insistentemente na área, mas os zagueiros Danilo e Maurício Ramos tiravam todas. O Alviverde respondia com os passes precisos de Cleiton Xavier: aos 29 min, ele achou Figueroa em boa posição no meio da área, mas Carini tirou a bola do chileno antes da conclusão.

Aos 37 min, o Atlético-MG chegou com muito perigo. Marcos, porém, impediu o gol com duas grandes defesas, uma delas com os pés. Mas o Galo seguia assustando com os chutes de Diego Tardelli. O goleiro do Verdão mostrava-se extremamente seguro e garantia a vantagem para o Palmeiras.

Depois de levar sufoco, o Alviverde respondeu de maneira fatal, aos 45 min do primeiro tempo: Deyvid Sacconi, em passe preciso, achou Vagner Love no meio dos zagueiros atleticanos. O artilheiro não desperdiçou, e mandou para o fundo das redes. Palmeiras 3 x 1, e a primeira etapa acabou com muita festa da torcida palmeirense, que encheu o Palestra Itália.

A segunda etapa também começou pegando fogo, com os times jogando de maneira totalmente ofensiva. O Atlético-MG assustou aos 4 min, em chute do lateral Thiago Feltri por cima do gol. O Verdão tentou a resposta em jogada individual de Diego Souza, mas o camisa 7 se enrolou com a defesa do Galo e o lance não seguiu. O time mineiro tentava atacar para diminuir o prejuízo, mas a defesa do Alviverde fazia grande exibição. O Alviverde encontrava espaços para os contra-ataques com o rápido Vagner Love, mas não conseguia ampliar o placar.

Aos 20 min, Maurício Ramos sentiu cansaço, pois voltava de contusão, e deu lugar a Marcão na zaga palmeirense. Lá atrás, Marcos garantia o resultado, com defesas seguras. O ritmo do jogo caiu, e as equipes começaram a errar muitos passes. Figueroa tentou aos 27 min, batendo cruzado, mas Carini pegou. No minuto seguinte, Cleiton Xavier sentiu a falta de ritmo de jogo e pediu substituição. O volante Souza entrou no lugar do camisa 10, que saiu ovacionado pela torcida.

Com 32 min, Diego Souza voltou a aparecer, dessa vez em cobrança de falta na entrada da grande área. A bola, todavia, explodiu na barreira. Aos 38 min, o próprio camisa 7 foi substituído, e também teve seu nome gritado pela torcida. O paraguaio Ortigoza entrou para reforçar o ataque. Sem precisar forçar, o Verdão cadenciou o jogo e garantiu a vitória, indo aos 62 pontos, a apenas dois da liderança do campeonato. Depois da boa atuação, o time saiu aplaudido pela torcida.

Na próxima partida, contra o Botafogo-RJ, no domingo (06), o Verdão tem a chance de ser campeão. A equipe precisa vencer a equipe carioca e torcer por tropeços de Internacional-RS e Flamengo-RJ, na última rodada do Brasileirão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: