Palmeiras tenta salvar semestre no duelo contra o Paysandu na Copa do Brasil

Fonte: Globoesporte.com

A missão palmeirense não é das mais complicadas. Mas na atual fase que o time se encontra, todo cuidado é pouco para que o primeiro semestre de 2010 não seja jogado no lixo. Às 21h50m desta quarta-feira, o Alviverde enfrenta o Paysandu, pela partida de volta da segunda rodada da Copa do Brasil. Como o time paulista venceu o confronto em Belém (2 a 1), pode até perder por 1 a 0 no Palestra Itália que assegura a vaga às oitavas de final da competição nacional.

Eliminado precocemente do Campeonato Paulista, o Palmeiras (décimo do Estadual) colocou a Copa do Brasil como a principal competição do primeiro semestre. A classificação na competição nacional serviria para amenizar os ânimos dos torcedores, que estão insatisfeitos com a equipe.

Na partida do último sábado, contra o Mirassol, pouco mais de 3.000 torcedores estiveram no Palestra Itália. A principal organizada do time ficou do lado de fora, em protesto pelos maus resultados. No fim do 1 a 1, quem presenciou a apresentação palmeirense saiu decepcionado, pois o rival na ocasião ocupa a 17ª posição do Estadual.

– Nossa intenção era estar entre os quatro do Paulista, mas não aconteceu. Se perdemos do Paysandu e sairmos da Copa do Brasil vai ser feio. Sabemos o que devemos fazer e que será difícil. Mas vamos procurar fazer o resultado logo para terminarmos o jogo tranquilamente – disse o atacante Robert.

Para a partida com o Papão, o técnico Antônio Carlos Zago não poderá contar com os meias Cleiton Xavier e Lincoln, além do atacante Ewerthon, todos com problemas musculares na coxa esquerda. Ivo assumirá a função do camisa 10 alviverde, enquanto Vinícius deve ganhar novamente a vaga no ataque, ao lado de Robert.

Papão alheio ao momento palmeirense

O técnico Charles Guerreiro sabe bem como é atravessar um momento ruim com um clube. Depois de sofrer e conquistar o primeiro turno do Paraense, o treinador do Paysandu acredita que o Alviverde pode dar a volta por cima. Mas desde que isso não seja contra sua equipe.

– O momento do Palmeiras não é bom. Tem que pensar direitinho, de repente tirar até proveito desse tipo de situação, pois o momento do Paysandu é bom, principalmente depois de uma vitória – disse.

O treinador, que deve optar por Didi no ataque ao lado de Moisés, também comentou que tem preocupação com a bola parada palmeirense e tentará neutralizá-la na disputa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: