Reunião definirá saída de Diego Souza e futuro palmeirense com Zago

Fonte:  Globo Esporte

Às vésperas da estreia no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras terá um dia decisivo sobre a questão envolvendo o meia Diego Souza e até mesmo o futuro do técnico Antônio Carlos Zago. Depois da eliminação nas quartas de final da Copa do Brasil, nos pênaltis por 2 a 1 pelo Atlético-GO – o jogo terminou 1 a 0 para os goianos no tempo normal – , a diretoria alviverde terá um reunião na tarde desta quinta-feira para revelar o destino do camisa 7 e conversar sobre a permanência ou não do treinador.

Diego Souza se envolveu em uma confusão com torcedores há uma semana, na vitória palmeirense sobre o Atlético-GO, no Palestra Itália. Insatisfeita com o desempenho do atleta, a chamada “turma do amendoim” – torcedores que ficam atrás do banco de reservas – vaiou o jogador. Nervoso, Diego Souza respondeu com xingamentos e gestos obscenos para a plateia. Apesar de diretoria e elenco terem dito que o jogador pediria desculpas públicas na última sexta-feira, em entrevista coletiva, o camisa 7 manteve o silêncio.

Na última segunda, dia em que o time viajou para Goiânia, o atleta alegou dores no músculo adutor da coxa direita e não seguiu com o time para a disputa. Em São Paulo, porém, Diego Souza não apareceu na Academia de Futebol no dia seguinte para fazer tratamento. E a crise envolvendo o atleta aumentou. Cobiçado por Fluminense e Internacional, o destino do meia deve ser o mercado europeu – o Sporting, de Portugal, já sondou os agentes da Traffic, parceira do Palmeiras.

A reunião que definirá o futuro de Diego Souza abordará também os últimos resultados do técnico Antônio Carlos no comando da equipe. Embora alguns diretores do clube não desejem a sua saída, que a vêem apenas como mais um problema para ser administrado, tal hipótese não é descartada.

Além da eliminação na Copa do Brasil, o time ainda teve um desempenho ruim no Campeonato Paulista, fechando a competição apenas na 11ª colocação. No clube desde fevereiro, Zago tem 17 jogos à frente do Alviverde, com oito vitórias, quatro empates e cinco derrotas. Depois do jogo com os goianos no Serra Dourada, o treinador revelou que não conseguiu conversar com a diretoria sobre o caso de Diego Souza. Em Goiânia, somente Genaro Marino, diretor de futebol (que não voltou com o time para São Paulo), e Galeano, supervisor técnico, acompanharam o time – Gilberto Cipullo, vice de futebol, e o presidente Luiz Gonzaga Belluzzo ficaram na capital paulista.

Neste sábado, o Palmeiras volta a campo para a primeira disputa do Brasileiro no ano. Às 18h30m, contra o Vitória, a equipe reencontrará seus torcedores no Palestra Itália, que teve seus muros pichados depois da eliminação na Copa do Brasil. Até lá, o time tenta juntar os cacos pelos tropeços recentes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: